Com o objetivo de prestar informação aos portugueses que se encontrem transitoriamente em viagem no estrangeiro relativa ao regresso a Portugal, o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) criou a linha de emergência COVID-19, serviço assente no endereço de e-mail (covid19@mne.pt) e na linha telefónica (+351 217 929 755). Esta linha de emergência para viajantes estará disponível em dias úteis, entre as 9h e as 22h, e, fora deste horário, será complementada pela atividade do Gabinete de Emergência Consular (GEC) em funcionamento 24 horas por dia.

A linha de emergência não servirá para o tratamento de outros assuntos de natureza consular tais como a emissão de cartões de cidadão, passaportes biométricos ou tratamento de pedidos de vistos, que seguem os seus canais próprios e regulares junto dos postos consulares.

No âmbito desses esforços de apoiar o regresso de nacionais em situações de vulnerabilidade no estrangeiro, está a ser feito um levantamento de necessidades dos portugueses que necessitam de apoio no regresso a Portugal e que se encontrem transitoriamente em Angola. Para o efeito, muito se agradece a indicação, através do preenchimento deste formulário, dessas situações, bem como de outras situações de vulnerabilidade.  Os postos consulares estão empenhados em dar informações sobre voos que se realizem e de que tenha conhecimento oficial. A decisão de realizar voos é da responsabilidade das companhias aéreas que são também responsáveis pela venda de bilhetes e listagem dos seus passageiros.

Esclarece-se que não está em curso uma operação de repatriamento/evacuação de cidadãos residentes em Angola. Os voos de regresso a Portugal são da responsabilidade das companhias aéreas. Os interessados deverão contactar as agências de viagem e/ou as companhias aéreas.

Para mais informações, deverão ser consultadas as páginas dos Consulados-Gerais emBenguelaeLuanda

  • Partilhe